Investir ou comprar um carro?

Há pouco tempo, fiz uma enquete no Facebook procurando identificar um pouco melhor o perfil dos seguidores. Também foi uma oportunidade para testar a ferramenta oferecida nativamente pelo Facebook (particularmente, considero fraca). De qualquer forma minha intenção foi conhecer um pouco melhor os participantes e aproveitar o momento para demonstrar como simples escolhas interferem bastante em nosso futuro financeiro.

O assunto é delicado e não há uma verdade única, mas é possível refletir sobre alguns pontos que são bem conhecidos e previsíveis. Concluída a enquete, no primeiro vídeo procurei demonstrar a importância e influência do dinheiro em nossas vidas. Dinheiro não é tudo, porém diz muito sobre nossa qualidade de vida no presente e muito mais no futuro.

O segundo vídeo, disponível em nosso canal do Youtube, trata sobre a enquete propriamente dita. Entendo que o resultado não foi muito surpreendente ou inesperado, mas, apesar da pequena dificuldade em avaliar os números precisamente (até pela baixa amostragem), confirmou minha suspeita – boa parte dos participantes ainda não investem.

Conforme prometido, no terceiro vídeo optei por demonstrar a diferença de patrimônio, ao final de 5 anos, caso meu amigo optasse por investir ao invés de trocar o carro. Não estou fazendo uma crítica (de forma alguma) – foi um bom negócio. Resolvi expor este exemplo para que vocês entendam que nossas escolhas no presente influenciam MUITO em nossa saúde financeira, seja no curto ou médio prazo. Algumas vezes, entendemos que é impossível investir porque a prioridade é outra – é evidente que o entendimento disto é muito pessoal.

Vamos ao que interessa – baseado nas informações que recebi (sem abrir cada detalhe)!

Suponhamos que o novo automóvel terá um custo total de R$ 60.000 (com o financiamento)

1. Troca de veículo

Entrada de R$ 21.000,00 (graças a venda do automóvel anterior)
Parcelas de R$ 650,00 durante 5 anos (60 meses) = total de R$ 39.000,00

2. Investimento conservador

Aporte inicial de R$ 21.000,00 (com a venda do automóvel)
Aportes mensais de R$ 650,00, durante 5 anos, com rendimento de 0,65% =~ R$ 78.480 (no final)

De imediato muitas pessoas imaginarão que a diferença, no final, foi pequena se comparado com o benefício e conforto oferecido com a troca do carro. Há quem coloque na ponta do papel as despesas de manutenção, deslocamento e etc. No entanto, vamos nos ater ao patrimônio conquistado no final do período. Quanto maior o patrimônio acumulado, menor se torna o nosso esforço (pequeno detalhe.. risos).

O segredo não está em quanto você ganha (apesar de afetar, claro) e tampouco se você conseguiu posicionar no “melhor investimento” para o período – percebam que simulei um rendimento conservador e perfeitamente viável (0,65%). O que realmente define o resultado final são as escolhas que fazemos no curto prazo.

No final de 5 anos, se meu amigo “tiver sorte”, contará com um bem avaliado em aproximadamente R$ 30.000. Por outro lado, de acordo com o segundo exemplo, contaria com um ativo financeiro avaliado em aproximadamente R$ 78,489. Ou seja, mais que o dobro (~R$ 40.000 acima). Em seguida, ele poderia começar um financiamento de um seminovo com maior tranquilidade, valendo-se ainda da remuneração do próprio investimento.

O que quero demonstrar é que, mesmo que não seja suficiente para enriquecer financeiramente, trará uma tranquilidade cada vez maior

Mas como foi que cheguei nos R$ 78.489?
Simulando na calculadora de juros compostos do Clubedospoupadores:

Ainda não está convencido, não é mesmo?

Vamos colocar um pouquinho mais de emoção (sem exagerar)…

Quem é capaz de assumir um compromisso de R$ 650,00 por 5 anos, pode optar perfeitamente por um investimento “moderado” como os Títulos do Tesouro Nacional (prefixado, por exemplo). O Tesouro Direto é considerado conservador, mas, dependendo da escolha, o risco aumenta um pouco caso necessite de resgate antecipado.

Para melhorar o resultado, sem comprometer a saúde financeira, demonstrarei uma simulação do “Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029“. Apesar do vencimento maior, você contará com a remuneração dos juros semestrais.

De acordo com o simulador, em 2023, seu patrimônio bruto atingirá R$ 91.474,00. Pois é, o resultado foi ainda melhor (mesmo em uma opção conservadora/moderada). E, no fim do período (2029), terá atingido R$ 213.544,00.

Se avaliarmos friamente, este sacrifício começa fazer algum sentido!

Não estou afirmando que devemos abrir mão de ter um automóvel ou conforto maior. O objetivo foi demonstrar que, algumas vezes, nos baseamos apenas na realidade de curto prazo; e que determinadas escolhas impedem nossa evolução financeira, fazendo-nos reféns do presente para sempre.

É assim que, lentamente, conquistamos nossa independência financeira! 😉

Registrato: Extrato do Registro de Informações no Banco Central

Há pouco tempo criei um perfil no Instagram e tenho compartilhado algumas informações que julgo interessantes. Infelizmente, não é possível incluir links externos no feed diretamente sem patrocinar (ou seja, depende do alcance pago). Percebi que isto pode ser um fator limitador. Então, para melhor aproveitamento, farei uma postagem com todos os links no blog primeiro. Quanto ao Registrato, conheci hoje através do canal do YoutubeDinheiro com Você“.

A chamada utilizada pelo canal em si foi um tanto polêmica: “uma lista secreta utilizada pelos Bancos que pode lhe penalizar para sempre“. Independente de qualquer coisa é um recurso interessantíssimo, pois podemos certificar em quais instituições financeiras (Bancos ou Corretoras, por exemplo) possuímos conta (com histórico de abertura e encerramento) e qualquer dívida em nosso CPF.

O limite de pesquisa é de 5 anos.

Vamos ao que interessa… Confiram o vídeo:

Para a ativação, utilizei uma conta do Banco do Brasil. Neste caso, a validação da chave de segurança é feita na opção de menu “Segurança“. Pode parecer trabalhoso no início, mas não é. Achei todo o processo bastante simples. É uma forma simples, rápida e eficiente de assegurar que nosso CPF não está sendo utilizado em operações fraudulentas.

O link para o portal do Banco Central é o seguinte:
http://bit.ly/registrato

Portabilidade de salário: Ainda mais fácil!

Eis um assunto que pode ser do interesse de inúmeros brasileiros. A “portabilidade de salário”, em si, não é uma novidade, mas até então o processo poderia ser um pouco burocrático porque a solicitação precisava ser feita pelo Banco de origem.

Estabelece procedimentos para transferência em caráter definitivo dos créditos aportados em conta destinada ao registro e controle do fluxo de recursos relativos ao pagamento de salários, proventos, soldos, vencimentos, aposentadorias, pensões e similares (conta-salário) para contas de depósitos ou de pagamento pré-pagas (portabilidade salarial).

Uma nova resolução entrou em vigor no início deste mês e permite que a solicitação seja feita diretamente no Banco de destino:
http://www.bcb.gov.br/pre/normativos/busca/downloadNormativo.asp?arquivo=/Lists/Normativos/Attachments/50535/Res_4639_v1_O.pdf

A “grande vantagem” é para quem tem uma conta corrente comum, mas recebe por uma conta salário – algo que impõe grande limitação de recursos (seja em relação à cheques ou transferências bancárias).

No entanto, conforme tratado no vídeo, não aja por impulso. O pagseguro, por exemplo, é uma opção interessante como forma alternativa para pagamentos online. Porém, já precisei de suporte e fiquei extremamente irritado e decepcionado com o atendimento – não oferecem nem mesmo uma ouvidoria!

ITSA: Bonificação

Em tempo de grandes turbulências, que tal tratarmos sobre um assunto mais agradável como a bonificação de ações? O cenário político-econômico vem gerando muitas incertezas (com expectativa negativa), o que resulta no movimento de pânico que estamos conferindo. É neste momento que suas convicções como Holder serão testadas.

Demonstrar autocontrole na euforia é brincadeira de criança! 😉

O momento realmente pede cautela, mas pode oferecer grandes oportunidades. O mercado vem reagindo com um certo exagero, visto que os fundamentos das empresas que mantenho em carteira, por exemplo, continuam excelentes e apresentando resultados superiores ao do ano passado. Logo, o “melhor momento” (se é que existe) para reforçar posições em empresas solidas é justamente no “pânico” (quando o impeto vendedor é maior e pouco racional).

Neste mês fomos contemplados com a bonificação de ITAÚSA.

Já escrevi um artigo sobre o assunto, mas cometi um pequeno equívoco em relação ao custo por ação.

Através do portal da B3 podemos conferir todos os eventos da empresa:
http://bvmf.bmfbovespa.com.br/cias-listadas/empresas-listadas/ResumoEmpresaPrincipal.aspx?codigoCvm=7617&idioma=pt-br

Para saber quais foram os eventos registrados, clique em “Eventos Corporativos“. O comunicado sobre a bonificação pode ser obtido na opção “Aviso aos Acionistas” de “Informações Relevantes” (ao lado de “Eventos Corporativos“.
Todos os dados da bonificação estão disponíveis no linkAviso aos Acionistas” (abrirá em nova janela)

Ou seja, quando for apurar o ganho de capital na declaração de IR, leve em consideração a aquisição das ações como se fosse uma operação de compra normal, com custo de R$ 6,53 por ação – é evidente que sem os custos de corretagem.

É para efeito de lançamento de preço médio na apuração de ‘bens e direitos‘ do ‘IRPF‘ e também servirá como benefício fiscal (caso o investidor opte pela venda).”

LATAM demite funcionário que constrangeu russas

Realmente, a “brincadeira” dos brasileiros com as russas foi de péssimo gosto e grosseira. Quanto a isto todos concordam. Eu jamais faria algo assim!

Entretanto, considero um grande exagero gastar tanta energia com uma questão como esta – está noticiando praticamente todos os dias (provavelmente será tema no Fantástico). Nem preciso dizer como foi a repercussão nas redes sociais…

Este tipo de “brincadeira” infeliz, com estrangeiros, sempre aconteceu em qualquer parte do mundo. Já estão circulando vídeos envolvendo argentinos, colombianos e por ai vai. Como as questões feministas estão em evidência, quando o alvo é uma mulher, todas as mídias “caem matando”.

Conforme colocado anteriormente, a brincadeira foi de fato grosseira. Porém, na minha opinião, a repercussão está desproporcional. Quando o alvo é uma mulher, já surgem caracterizações como machismo, sexismo e etc.

Quando fizeram a “brincadeira” com alemães (que gritavam amar piroca), na copa de 2014, ninguém se importou:

Não estou procurando justificar, mas sim demonstrar porque considero desproporcional a repercussão. A Latam, por exemplo, poderia ter advertido seus funcionários. No entanto, para jogar com a torcida, resolveu demitir.

Para uma atitude tão condenável, não entendo como um programa de televisão como o Pânico pode existir!

Aliás, poucas pessoas sabem, mas o ator Robin Williams já fez piadinha bastante grosseira e infeliz sobre nosso país, “ao dizer que, nas olimpíadas, o Brasil enviou 50 strippers e 1/2kg de pó“.

Pois é, respeito em primeiro lugar… mas bom senso também é bem vindo.

Estamos formando uma sociedade hipócrita e que cultua o politicamente correto de acordo com a conveniência do momento. Deste jeito não espantaria se criminalizassem o simples ato de olhar para uma mulher por “tempo excessivo“.

Espero que a nossa “evolução” não seja parecida com a do filme “O Demolidor“:

E sem troca de “fluídos corporais” – reprodução só em laboratório (risos)

Concordo com os argumentos deste artigo:
http://www.oreacionario.blog.br/2018/06/reacao-desproporcional-com-babaquice-de.html