Dessalinização: o que é verdade ou mentira?

Agora que estamos sob “nova direção“, surge a discussão de que a parceria com Israel, na busca de uma alternativa tecnológica realmente eficiente, não passa de uma manobra política. Para variar, a oposição tem dado uma forcinha para tornar a discussão mais acalorada. Mas, afinal de contas, o que é verdade ou mentira?

Um dos primeiros argumentos é de que a Embrapa detêm a tecnologia necessária para a dessalinização. Desde o período da disputa eleitoral esta discussão está no ar e recentemente o MBL compartilhou um artigo informando que a “Embrapa desmente dessalinização e derruba mais uma narrativa

https://www.mblnews.org/notas/embrapa-desmente-dessalinizacao-derruba-narrativa/

Para variar, novamente, há quem questione a credibilidade do MBL (normalmente quem se identifica com a ideologia de esquerda) – até agora não vi artigos enganosos (achismo não quer dizer nada).

Mas, se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto, confira o que a Embrapa diz em seu perfil do Twitter:

https://twitter.com/embrapa/status/1080887887024013313

Portanto, este argumento não tem sustentação. E, sendo racional, o país estaria mantendo a tecnologia em segredo por décadas à espera do “momento certo” para diminuir o sofrimento de uma parcela tão grande da população? Por mais incompetente que fosse, não existe lógica alguma!

Além destes fatos, gostaria de compartilhar uma reflexão baseada em uma conversa que meu pai teve com um amigo…

A água do subsolo nordestino não é salgada, é salobra – trás alguma quantidade de sal.

As soluções aventadas até agora não atenderam as necessidades, tanto é assim que o problema persiste.

Não adianta dizer que “existe” (não há confirmação) no país há mais de “quinze anos” tecnologia se problema continua. Logo, precisamos buscar outras.

Numa visão racional, é um processo em andamento de busca. A ideologização é sectária, quando precisamos de troca de ideias na busca de solução.

Se me perguntar, essa ou aquela é a melhor solução, direi : Não sei, vejamos os resultados. Aquela que melhor responder às nossas necessidades, deve ser adotada. René Descartes dizia que devíamos duvidar de tudo.

Nesse contexto, devemos, a princípio, duvidar da estação de Israel. Mas, devemos testá-la e, no mínimo, obteremos novos conhecimentos.

A primeira estação, de pequeno porte, será doada. Se houver interesse, iremos pagar pela tecnologia. O processo está em tratativas, não têm nada certo.

A esquerda está agitada em face dos erros cometidos em relação ao Nordeste:

– A estrada de ferro Transnordestina até hoje não se concretizou, é apenas fato político; e

– A transposição do São Francisco não se completou e já apresenta um sem número de problemas, tais como:

“assoreamento das margens em Minas Gerais que devia ter sido resolvido antes de tudo. Em alguns trechos, ele é atravessado a pé. A construção apresenta grandes defeitos de engenharia. Basta ver que nem terminou a obra e já está se desfazendo. O canal construído é uma lâmina de plástico sobre a qual foi colocada uma camada de 5cm de concreto, que não está suportando”

Dentre vários, mais outro fato político difícil de solução.


Não importa sua visão política, escolha o lado da população! 😉

Desejo um FELIZ E PRÓSPERO 2019

Sei que passamos por um ano bastante turbulento e encontramos uma divergência de opiniões exacerbada. A esquerda cobra democracia e liberdade, mas não demonstra aceitar muito bem o resultado da disputa eleitoral e ainda julga o atual presidente com o preconceito que tanto criticam.

Não sou um bolsominion (risos)… tomei uma posição favorável porque não vi outra opção e por desejar um rumo diferente para o país – não podemos desejar algo diferente ou novo, se continuarmos agindo sempre igual.

Não é mais uma questão de direita ou esquerda. Não é mais Haddad ou Bolsonaro.

Passamos por maus bocados. O que todo brasileiro deveria desejar é que o governo Bolsonaro não nos decepcione, estamos todos no mesmo barco. Espero que o governo permita o crescimento para todos, que possamos conferir educação e saúde de qualidade para o maior número de pessoas.

Chega de faz de conta.

E seja “resistência” se houver razão para tal, do contrário será apenas um iludido brigando por nada.

Da mesma forma que depositamos a confiança, vamos cobrar o que nos foi prometido.
A renovação do governo fortalece a democracia!

Então, desejo sinceramente um FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO para todos!

Final de ano: O que fazer com seu dinheiro!

O ano está encerrando e, com o décimo terceiro salário, surge a dúvida de como aproveitar este dinheiro da melhor forma. Para complicar um pouco mais, ofertas imperdíveis surgem a todo momento. O que fazer com seu dinheiro? Eis a questão! (risos)

Não existe uma regra ou receita de bolo, no entanto compartilharei uma opinião pessoal fundamentada em questões bem conhecidas.

O que fazer com o dinheiro, nem sempre significa investir em uma aplicação financeira. O objetivo, em si, são condutas que ofereçam maior tranquilidade no médio ou longo prazo. Logo, a melhor opção é se programar para começar 2019 sem dívidas e, se possível, com o menor número de contas para pagar.

Se possível, procure pagar adiantado os principais impostos, como IPTU e IPVA. Assim, podemos contar com um desconto alto. O IPTU de minha cidade, oferece 20% de desconto para pagamentos à vista na primeira antecipação. Procuro me programar durante o ano inteiro para fazer isto.

Com o pagamento do décimo terceiro e a programação financeira que faço ao longo do ano, procuro eliminar, ao máximo possível, qualquer pendência para o ano seguinte e, pelo esforço que fiz, deixo uma quantia separada para gastos eventuais e de menor importância. Afinal, também sou filho de Deus.

Onde não colocar seu dinheiro, também é importante… 😉

O grande desafio é controlar a nossa ganância. A possibilidade de ganhos rápidos, geralmente, faz nossos olhos crescer. Quem vai ao Paraguai para fazer compras e chega mais cedo, por exemplo, sempre encontra o jogo das três tampinhas (olha a bolita, olha a bolita….). É um golpe MUITO antigo, mas todo dia alguém cai. O que acaba convencendo é que se você observar, vai acreditar que é possível ganhar, pois verá pessoas (do grupo) ganhando e aí sua cabeça lhe trai.

TAMPINHA SÃO PAULO 07.11.2009/ JT GERAL/ ESTADO CIDADES/ Policiais do DEIC

Infelizmente, no campo dos investimentos não é muito diferente…

Sempre aparece algo para sacudir a nossa ganância. Todo ano surge uma promessa milagrosa com ganhos muito acima do que o mercado consegue oferecer. Foi assim com a Zurc, Alcatéia Investimentos e a MMM-Brasil. No início todas pagam, mas sua estrutura piramidal sempre faz com que a empresa perca a capacidade de honrar o pagamento. Normalmente, sobrevivem entre 2 a 3 anos. O que mais chama a atenção é que, em todas, as empresas apresentam registro certinho. A MMM-Brasil fechou de uma hora para outra alegando o falecimento de seu idealizador, mas nem vou entrar em detalhes porque já compartilhei muitas informações sobre o assunto.

Atualmente, a empresa que está chamando a atenção e, novamente, a CVM alertou é a Unick Forex. Mais um vez, inúmeros brasileiros estão entrando e tentando justificar que DESTA VEZ será diferente. Ao contrário do que muitos imaginam, quando um alerta deste é dado ao mercado, tenha certeza que nenhum órgão brasileiro lhe protegerá. Podem fechar a qualquer momento sem prestar conta!

Logo, fuja destas furadas… se sobrou dinheiro e não sabe o que fazer, invista em ativos regulados no Brasil ou então presenteie-se

Por fim, o ano está terminando com um calor extremo e muitas pessoas estão na dúvida se compensa gastar o dinheiro comprando um ar condicionado, ventilador ou climatizador. É evidente que depende da situação financeira de cada um, mas vou compartilhar uma experiência que fiz.

Algumas pessoas podem procurar alguma alternativa com a relação custo/benefício atraente. Atualmente, existe uma opção no mercado, conhecida como ar condicionado pessoal (o primeiro que surgiu foi o Evapolar) – pois refresca apenas uma pessoa. Eu tinha interesse em experimentar, para confirmar se atende ao que se propõe (as opiniões na Internet são bastante divergentes, só comprando mesmo).

Pesquisei algumas opções disponíveis no mercado brasileiro, pois o Evapolar era muito caro (pelo preço, compensa comprar um ar condicionado). Cheguei até um modelo chinês que é fácil encontrar aqui e por um preço mais acessível. Porém, durante minhas pesquisas, também encontrei um projeto brasileiro, conhecido como Nevi. A proposta me pareceu interessante e os vídeos, com demonstração, no Youtube chamaram minha atenção. Comprei.

A proposta em si (Nevi) visa levar uma solução de ar condicionado pessoal para a população mais carente. Achei a iniciativa bacana e gostei da ideia, porém o kit já montado (o foco é o kit com as peças separadas) é um pouco salgado para uma proposta desse tipo. Refresca um pouco (sendo bonzinho), mas para o calor que tem feito não achei que foi uma boa aquisição (deixei encostado). Meu ventilador atende MUITO melhor. O projeto é legítimo, não é golpe. O único problema é a solução em si. Pelo menos não paguei tão caro já que não importei o Evapolar. Logo, se você puder comprar um ar condicionado, é preferível comprar um ar condicionado mesmo. Por outro lado, se a situação estiver apertada, é preferível um ventilador.

Então, estas foram algumas dicas para que você não desperdice seu dinheiro em algo que provavelmente gerará arrependimentos e citei algumas opções para começar o ano de 2019 com maior tranquilidade. Existem inúmeras opções, comentei fatos recentes que tenho presenciado ou vivido.

A realidade de Cuba em 2018

Diante do momento delicado em que vivemos, com o abandono do programa Mais Médicos no Brasil, inúmeras discussões sobre Cuba estão surgindo. E, como sempre, os simpatizantes da esquerda costumam alegar que Cuba é referência para educação, saúde e etc. Será que a qualidade de vida é tão boa assim?

Primeiro, gostaria de compartilhar um vídeo do MBL (Cuba: Paraíso da Saúde e Educação?)

É fácil perceber que a teoria, por mais linda que pareça, muitas vezes não acompanha a realidade. Particularmente, na minha opinião, além da qualidade de vida caótica, o maior problema é o controle que o Estado exerce sobre os indivíduos (a nossa liberdade não tem preço). A vida do cubano é complicada.

Acredite se quiser: “sabonete lá é artigo de luxo”! 😉

Com o próximo vídeo, você chegará a conclusão de que Cuba é realmente um país miserável:

O vídeo foi produzido pelo pessoal do canal Ih, Mochilei!

Não é uma questão meramente ideológica.
Precisamos apurar os fatos para compreender e buscar um padrão de vida melhor para todos.

A grande mentira do pagamento da dívida externa

Infelizmente, poucos brasileiros conhecem os detalhes informados no artigo de JM Almeida. Não deixe de mostrar ao seu amigo socialista de iPhone, aquele que adora dizer que o Governo Lula emprestou dinheiro ao FMI (risos).

O artigo pode ser encontrado através do link:
https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/1042/a-grande-mentira-do-pagamento-da-divida-extera

Um dos argumentos mais usados pelos petistas na defesa de Lula, é que o ex-presidente pagou a dívida externa brasileira, recuperando crédito junto ao FMI. Esse foi o discurso do PT para a classe menos informada do país, e que por absoluta tristeza nossa, compõe a maioria dos brasileiros.

No dia 22 de fevereiro de 2008, o Governo Lula anunciou, por meio do Ministério da Fazenda e do Banco Central, que a dívida externa brasileira havia sido quitada. E ainda mais: já éramos até credores.

Tal notícia foi estampada, na época, na manchete dos principais jornais do país, como, por exemplo, no jornal Estado de S. Paulo: “O relatório divulgado ontem pelo Banco Central, segundo o qual o Brasil, pela primeira vez em 508 anos de história, deixa o papel de devedor e ingressa no seleto time dos credores do mercado internacional, é a consolidação de uma virada histórica”.

Quando Lula assumiu o seu primeiro mandato em 2002, a dívida externa era de R$ 212 bilhões, enquanto a dívida interna era de R$ 640 bilhões. Ou seja, o total, dívida externa mais interna, chegou aos inacreditáveis R$ 852 bilhões.

Em 2008, quando Lula assumiu ter pago a dívida, a dívida externa caiu para 0, já a interna chegou a – pasme – R$ 1,4 trilhão. Total da dívida: R$ 1,4 trilhão – 65% do PIB do Brasil. Agora em 2013 passou de R$ 2 trilhões!!

Mas por que nosso endividamento aumentou tanto? Então aí vai a resposta que os petistas que tanto abrem a boca pra falar em “elite e burguesia” não queriam ouvir: Para pagar ao FMI, Lula captou dinheiro junto aos banqueiros, que compraram os títulos da dívida (pagaram ao FMI). O Brasil, que pagava 4% de juros ao ano para o FMI, passou a pagar 19,5% ao ano para os banqueiros, beneficiando-os.

Ou seja, os banqueiros, ou a “elite” satanizada pelos petistas passaram a ser donos do Brasil, e que foi entregue por Lula para sustentar uma mentira política. E esses dados são da CPI da Dívida, que ocorreu entre 2009 e 2010 da Câmara dos Deputados, com farta documentação do Ministério da Fazenda e do Banco Central, sendo assim INCONTESTÁVEIS!

Os efeitos colaterais sobre a população
Mais uma vez os petistas desinformados haverão de chorar na cama, que é lugar quente. Ainda com um endividamento crescente, Lula não deixou de pegar novamente dinheiro no FMI. Não para pagar qualquer parcela da dívida interna que se avolumava, mas para sustentar os falsos programas sociais como PAC e obras faraônicas superfaturadas que nunca foram concluídas.

Além de pagarmos juros extorsivos aos banqueiros, passamos a dever também, novamente ao FMI. Isso causou um impacto na economia sem precedentes, e posso dizer que vivemos numa bolha de endividamento prestes a estourar, pois já chegamos a quase R$ 3 TRILHÕES no nosso endividamento total. Isso porque Lula assumiu com um endividamento de R$ 852 bilhões e fez o “favor” de mais que triplicá-lo.

Assim, tornou-se impraticável qualquer pretensão de reforma tributária, e o que aconteceu foi o contrário: A carga de impostos aumentou e foi regressiva, prejudicando as classes menos favorecidas. Lula deu vários incentivos para que a indústria barateasse seus produtos (mais uma vez a elite), estimulando o consumo. As indústrias tiveram a chance de vender seus produtos com prazos longos, lastreados pelos bancos e financeiras que já estavam com os cofres abarrotados.

Por outro lado, Lula deu uma falsa vantagem ao povo de baixa renda, pois carregou nos impostos sobre os produtos, diminuindo o poder de compra da população carente. O pobre podia comprar a TV dos sonhos, mas em prestações com juros extorsivos, e achando que Lula era “o cara”. Só enriqueceu mais ainda os bancos.

Já não bastasse a população estar com pele de vira-lata mas latindo como pastor alemão, iludida por Lulla, esta também foi a mais prejudicada e achatada pela política populista do PT, pois o Brasil chegou a ter 43,8% de sua receita total comprometida com a amortização da dívida e pagamento de spreads (juros) tanto ao FMI quanto aos banqueiros, e com isso sacrificou todos os investimentos em serviços públicos.

Vejamos em 2011 como a nossa receita foi distribuída:

Amortização da dívida e pagamento de juros: 43,8% da receita

Saúde: 4,17% da receita

Educação: 3,34% da receita

Trabalho: 2,42%

Ciência e Tecnologia: 0,34% da receita.

Cultura: 0,05% da receita

Saneamento: 0,04%

Ou seja, tudo aquilo que é essencial ao povo brasileiro representou APENAS 10,36% do dinheiro aplicado pelo governo, sendo que foi aplicado QUATRO VEZES mais só para beneficiar banqueiros e pagar dívidas.

Lula pagou alguma coisa, ou nos colocou no caminho da falência financeira e social?