Amazônia em chamas…

Pois é, como este tem sido o assunto mais discutido nas últimas semanas, resolvi compartilhar minha visão e optei por um título bastante chamativo e polêmico de propósito. Vamos ao que interessa…

Particularmente, considero que a mídia está “pintando” mais do que realmente é. Seja qual for a sua ideologia, o país é quem realmente perde.

E, com apoio da oposição, também criou-se uma narrativa exagerada, repetindo informações erradas até criar um entendimento irreal ao redor do mundo. Tanto é verdade que até o presidente da França, Emmanuel Macron, acabou postando fake news ao compartilhar foto antiga na tentativa de justificar/reforçar a situação atual – para se ter uma ideia, o fotógrafo faleceu em 2003.

Entretanto, o que a Nasa diz vai na contramão do clima de histeria que foi criado. E contra fatos não há argumentos (está na média dos últimos 15 anos):
https://earthobservatory.nasa.gov/images/145464/fires-in-brazil

Confiram também os números do próprio INPE (selecione “Amazônia Legal”):
http://queimadas.dgi.inpe.br/queimadas/portal-static/estatisticas_estados/

Concordo que as falas do presidente Bolsonaro não ajudaram muito, principalmente “sabendo” (assim creio) dos movimentos intensos em defesa de questões ambientais ao redor do mundo. O Governo precisa demonstrar boa vontade e propostas para proteção ambiental – todos ganham.

Por incrível que pareça, acredito na hipótese de que haja foco de incêndio criminoso sim, mas, seja como for, por se tratar de uma área muito extensa, duvido que seja possível comprovar. Logo, no momento atual, seria melhor o presidente não ter levantado esta possibilidade.

Estamos em um período de queimadas intensas no país inteiro e acredito que o Governo deveria rever políticas mais eficazes para combater o desmatamento e focos de incêndio. É um trabalho conjunto, também depende de você. Por esta razão, dentro das devidas proporções, não acho que a situação atual seja responsabilidade exclusiva do Governo Federal – seria “mais lógico” responsabilizar os Estados ou Municípios.

No caso do perímetro urbano, por exemplo, não entendo como as prefeituras ainda não fizeram uma integração com os sistemas do Corpo de Bombeiros. Digo isto, porque, no caso de reincidência, poderiam multar o proprietário do terreno automaticamente (ao deslocar uma viatura dos Bombeiros). Creio que seria uma multa muito bem vista por grande parte da população.

Para finalizar, não acho um absurdo desconfiar de incêndio criminoso. Desde que assumiu o poder, o governo cortou verbas de diferentes ONGs e vem mexendo no Fundo da Amazônia. Há uma questão financeira muito forte por trás. Será uma mera coincidência o INPE resolver publicar resultados alarmantes, sem antes comunicar membros do governo? Não seria esta uma forma de forçar/justificar novos investimentos? Rapidamente ganhou repercussão mundial. O interessante é que, no mês passado, tivemos informação de incêndio criminoso na região de Minas Gerais (atingiu reserva indígena). E, neste mês, o país inteiro está pegando fogo.

São acontecimentos encadeados em sequência. Será mesmo uma mera coincidência?

Cada um que tire sua conclusão! 😉

One thought on “Amazônia em chamas…

  1. Pingback: Resultado do mês de agosto (2019) |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *