Resultado do mês de janeiro (2019)

E o ano começou predominando um clima de otimismo, com o índice IBov se aproximando dos 100 mil pontos. É claro que, para variar um pouco, o cenário político-econômico continua turbulento, com a mídia convencional tentando denegrir a imagem do atual Governo. Felizmente, a Internet tem sido uma grande aliada. De maneira geral, é possível observar inúmeros pontos positivos. Sem muitas delongas, vamos ao resultado.

Não sei se foi por muita falta do que fazer ou ausência de propostas, mas a oposição começou o ano criando uma enorme polêmica pela fala da Ministra Damares Alves de que “meninos vestem azul e meninas vestem rosa” – qualquer indivíduo com o “tico e teco” trabalhando em paralelo (risos) percebeu que se tratava de um questionamento quanto a “ideologia de gênero” nas escolas. Na mesma semana, apesar de pouco noticiado, a Ministra determinou a suspensão de um contrato de R$ 44 milhões da Funai para UFF para patrocínio de uma criptomoeda. De maneira geral, mesmo com tanta polêmica ao seu redor, ao conhecer um pouco mais sua história, começo a entender que a escolha de Damares Alves como Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos foi muito feliz.

Separem alguns minutinhos e conheçam um pouco mais a história da Ministra:

Por mais incrível que possa parecer, a oposição também tem questionado a aliança com Israel, mesmo com benefícios tão evidentes, como o acesso a tecnologias caríssimas, de grande interesse para a nação e até então distantes do brasileiro. Enquanto alguns discutem se o país tem ou não tecnologia para dessalinização, o povo nordestino fica sofrendo ano após ano (pimenta nos olhos dos outros é refresco). Não parece contraditório? A política brasileira é digna de vergonha – questionaram até a ajuda oferecida espontaneamente por Israel para busca dos corpos desaparecidos no desastre envolvendo o rompimento da barragem de Brumadinho. Oposição é importante, desde que lutem pelo bem geral, não por interesses pessoais e meramente ideológicos.

Quanto mais o tempo passa, mais me convenço de que regimes de esquerda, em qualquer parte do mundo, só defendem interesses próprios. Enquanto a Venezuela vive uma situação caótica e sem nenhuma solução em vista, governos de esquerda defendem a “soberania nacional” – de longe fica fácil defender, agora tente convencer a população de que tudo isto é uma ilusão ou culpa do americano… Escapamos por muito pouco!

O ano começou bastante violento no Estado do Ceará e rapidamente o Ministro Sérgio Moro solicitou o envio de tropas da Força Nacional na busca de reestabelecer a lei e a ordem. Infelizmente, a situação permanece delicada.

Como eu disse, no início, o cenário político-econômico continua agitado.

Felizmente, tanto a equipe formada (perfil técnico) como algumas decisões do atual governo tem passado maior confiança para o mercado e, consequentemente, reflete positivamente na economia.

Nas últimas semanas, conferimos o corte de inúmeros gastos indevidos, como o corte de R$ 30 milhões ao ano com assessoria de imprensa internacional. E, não sei se conseguirão, mas o Ministro Paulo Guedes defende que servidores com mau desempenho sejam demitidos. É possível perceber sinais de um esforço maior para tornar o Estado mais eficiente. O grande desafio será aprovar a reforma de previdência.

Em função destes acontecimentos, o otimismo aumenta, a taxa de juros se mantém estável (sem projeção de alta) e o mercado de capitais tem demonstrado maior confiança, com elevação de índice IBov e queda do dólar no Mercado Futuro.

É evidente que, diante deste cenário, alguns oportunistas afirmam que nada disto beneficia o mais pobre. No entanto, gostaria de saber de que forma os mais pobres seriam beneficiados com a economia em colapso? O grande problema do país é a ignorância de grande parte da população e a falta de caráter de alguns representantes. Pois é, li comentários de “cientistas políticos” (difícil acreditar) de que a flutuação do dólar não afeta a vida do brasileiro – ignorância ou mau-caratismo?

Talvez seja por isto que estamos atrás da Etiópia no ranking da Educação:

Onde está a pátria educadora?

Como de costume, confiram os principais números e acontecimentos que sacudiram o país e o mundo (do redator chefe da Modal):

O otimismo no mercado de criptomoedas não é mais o mesmo e, com isto, a cotação continua sendo castigada…

Ao contrário do que muitos querem acreditar, o grande interesse nas criptomoedas tem sido, basicamente, especulação. No início, quando poucos conheciam, o potencial de valorização era maior, conforme despertava o interesse entre os novatos (pela possibilidade de valorização). Entendo que a tecnologia é interessante, mas não acredito que o modelo defendido atualmente seja sustentável. O mercado de futebol, que também movimenta muito dinheiro, tentou surfar nesta onda, mas as moedas do Corinthians, Atlético Paranaense e do Ronaldinho Gaúcho simplesmente fracassaram.

Resumindo: quem busca incessantemente ganhos rápidos (fora do padrão de mercado), acabará encontrando, rapidamente, grandes prejuízos!

Em janeiro também foi anunciada uma aliança entre Volksvagen e Ford, envolvendo uma cooperação vai além do segmento de veículos comerciais (novas Ranger e Amarok vão dividir plataforma)

Segundo o site oglobo, outra operação que chamou atenção foi a compra da refinaria de Pasadena da Petrobras pela Chevron (Texas) – unidade com espaço para lidar com o fluxo de “shale oil” (petróleo de xisto) de suas operações no Oeste do estado americano.

Já os principais balanços estão previstos para o mês fevereiro.

Para ter acesso ou acompanhar os balanços, recomendo o seguinte link:
http://www.acionista.com.br/agenda/agenda-e-resultados-das-cias.html

Tirando os gastos com pagamento de impostos (IPTU e IPVA), não fui surpreendido com “imprevistos” financeiros. Porém, novamente, foram os dividendos que salvaram o aporte mensal. Aliás, o mês foi excelente

Quanto aos investimentos…

Aproveitei o direito de subscrição para aumentar minha participação no fundo HBGS11 e pretendo fazer o mesmo com GGRC11. Continuo trabalhando em meu robô de trades no MT5 e, no momento, considero que as pequenas perdas refletem no custo de produção do robô – é um desafio pessoal, mas não estou convencido de que realmente compensará (vou pagar para ver – literalmente)

Recebi proventos de HYPE3, BBSE3, ITUB3, ITSA3, ODPV3, BRCR11 (0,332%), FCFL11 (0,570%), PQDP11 (0,495%), KNRI11 (0,506%), RNGO11 (0,567%), SAAG11 (0,676%), GGRC11 (0,791%), MXRF11 (0,586%), KNCR11 (0,481%), HGRE11 (0,495%), FLMA11 (0,483%), HGBS11 (0,639%) e FIGS11 (1,192%). Não há muita novidade em relação a performance da carteira. Os ativos continuam esticados e, com isto, a percepção do rendimento fica um pouco distorcida. O fundo FLMA11, por exemplo, vem oscilando próximo de R$ 3.00, desencorajando novos aportes (não me incomoda). O fundo BRCR11 continua gerando expectativa, mas, finalmente, soltou fato relevante referente a concretização da negociação dos imóveis. De maneira geral, o rendimento da carteira permanece excelente e, neste mês, contou com reforço substancial do pagamento de dividendos e JCP de HYPE3, BBSE3, ITUB3, ITSA3 e ODPV3 (o JCP pago por BBSE3 foi o mais expressivo).

Para quem está apreensivo com o FIGS11, principalmente após a renúncia do Administrador e Gestor do fundo, confiram o vídeo do canal Viva de Renda com Fundos Imobiliários:

Conforme comentei em resultados anteriores, a situação do fundo reduziu um pouco a minha tranquilidade e, por esta razão, diminui minha exposição pela metade.

Com o rendimento da própria carteira, somado ao capital que me prontifico separar para investir mensalmente, comprei mais ações (ou cotas) de BBSE3, EGIE3, HGBS11, FLMA11 e RNGO11. Os menores aportes foram para FLMA11 e HGBS11, já para os demais a distribuição foi bastante equilibrada (fiquei até surpreso ao apurar… risos). No caso do HBGS11, ainda exerci metade do direito de subscrição que recebi. Foi parcial porque também pretendo exercer o direito de subscrição de GGRC11.

Confiram a distribuição dos ativos, segundo o portal CEI (NÃO inclui o Fundo DI):

A proporção em ações aumentou em decorrência da forte valorização do índice Ibov

A composição atual ficou assim (gráfico do IrpfBolsa):

Vale lembrar que o gráfico acima representa uma distribuição baseada no custo de aquisição, não no valor de mercado

O resultado mensal superou minhas expectativas e o ganho de capital foi superior ao do mês anterior. Ainda assim, precisei lidar com um pequeno prejuízo gerado pelas operações de trade com o robô no MT5 – além de considerar um desafio pessoal, encaro que trata-se do custo do robô (espero não estar me iludindo). Vale lembrar que, no curto prazo, oscilações são naturais e esperadas (com movimentos de repique, por exemplo). Dentro de qualquer tendência, os papeis não se movimentam em linha reta.

Desejo a todos um excelente final de semana!

Estou apenas demonstrando o potencial de crescimento, isto não é recomendação de investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *